Eu desisto de usar hospedagem compartilhada

Depois de anos hospedando sites nos chamados Shared Hosting (Hospedagem Compartilhada), resolví migrar para um VPS (Virtual Private Server). Foi a melhor decisão que tomei nesse ano de 2014 e falarei disso em breve. Antes, vamos a um pouco de background, para que todos possam entender o mal que é uma hospedagem compartilhada e porque desistí definitivamente delas.

Quando decidí que iria sair do blogspot e hospedar meu próprio site, escolhí na época o Bluehost, pois era um dos mais famosos e falavam muito bem dele. No começo foi tudo uma maravilha, o site voava, mesmo com 5 mil page views diários. No entanto, com o passar do tempo, eu descobrí a armadilha que a imensa maioria dos Shared Hostings armam contra seus clientes: overselling.

No caso dos serviços de hospedagem, overselling é a prática de vender mais contas do que o servidor idealmente suporta. Por exemplo, fiz uma pesquisa rápida no Google e encontrei o um site que é hospedado nos servidores do Bluehosting. Qualquer um pode utilizar um serviço como o Domain Tools e obter uma estimativa de quantos sites estão hospedados em um servidor. Ao inserir o nome do site, descobrí que no mesmo servidor estão hospedados mais de 3000 sites.
Numero de servidores hospedados em um único IP
Por melhor que seja o servidor, não é possível aliar performance x quantidade de sites. Mesmo que vários dos sites hospedados naquele servidor sejam pouco visitados, cada visita possui um custo em recursos do servidor e quando não dimensionado corretamente, lentidão e erros de acesso serão comuns para os sites alí hospedados.

Uma prática que se tornou padrão nos ultimos anos foi o CPU throttling. A idéia é que caso seu site tenha muitas visitas, ele vai gastar mais recursos do que um site que tenha poucas visitas, logo, ele deve ser penalizado, limitando-se o tempo de CPU disponivel para ele. O conceito é interessante e seria útil se fosse aplicado em servidores cuja capacidade estivesse bem dimensionada. Infelizmente, isso não ocorre e o throttling tornou-se uma ferramenta para permitir que os serviços de hospedagem abarrotem ainda mais os servidores.

Depois de me cansar da Bluehosting, fui para o HawkHost. Apesar de ainda ser um shared hosting, a performance foi surpreendentemente melhor e o preço também. No servidor que meu site estava hospedado, havia cerca de 100 sites. A performance do site, ao longo do dia, era razoavel, inclusive quando o CPU Throttling estava ativo. Mantive o site por cerca de 1 ano, sem qualquer problema. Mas eu queria mais. Cansei de ter que ficar testando plugins e temas para o wordpress, atrás de algum que fosse leve e não deixasse o servidor lento.

A única alternativa seria um VPS. E então resolví pesquisar preços e configurações de VPS. E valeu a pena. No proximo post, falarei sobre o VPS que estou usando.

Caso alguém queira se increver no Hawk Host, use meu link de afiliado. E visite este link para obter cupons de desconto, para baixar ainda mais os excelentes preços do Hawk Host.