Saiba mais sobre o grande pintor Rembrandt

De origem simples, seu pai era moleiro e sua mãe filha de um padeiro, teve aulas de latim ainda criança e foi matriculado na Universidade de Leiden. Demonstrando aptidão para a pintura, tornou-se aprendiz do pintor Jacov van Swanenburgh. Depois, tornou-se aprendiz do famoso pintor Pietr Lastman, em Amsterdã.

Por volta de 1646, depois de abrir seu próprio estúdo em Leiden, ainda que dividindo-o com seu colega Jan Lievens, Rembrandt passou a aceitar alunos, sendo Gerrit Dou um deles.

Em 1629, o estadista e poeta Constantijn Huygens descobre o talento de Rembrandt, o que lhe rendeu algumas encomendas da corte de Hague. Inclusive, o príncipe Frederick Hendrik foi seu cliente até 1646.

Dessa forma, sua fama foi aumentando e por volta de 1631, ele passou a receber diversas encomendas de retratos de toda Amsterdan. Com isso, ele teve que se mudar para a casa de seu agente, Hendrick van Uylenburgh. Em 1634, Rembrandt casaria com a prima de seu agente, Saskia van Uylenburgh.

Alguns anos depois, em 1639, o casal mudaria para uma casa maior em Jodenbreestraat. Nesse local, Rembrandt contratava seus vizinhos judeus para servir de modelos para suas cenas do velho testamento.

No final da década de 1640, Rembrandt teve um envolvimento com Hendrickje Stoffels, sua empregada. Desse relacionamento, nasceu Cornelia, o que causou a excomunhão de Hendrickje da Igreja Protestante Holandesa.

Por viver além de suas posses, Rembrandt foi a falência, por volta de 1956. Por isso, ele teve que vender diversas de suas obras, além de sua casa e sua máquina de impressão. Com isso, ele mudou-se para um local mais simples, em Rozengracht.

Poucos anos depois, em 4 de outubro de 1666, Rembrandt morreu e foi sepultado em uma cova anônima.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=VKc-EDHwGN8[/youtube]

É durante o período de Rembrandt em Leiden (1625-1631) que a influência de Lastman pode ser mais sentida. Suas pinturas eram menores, mas ricas em detalhes (por exemplo, em trajes e jóias). Os temas eram em sua maioria religiosos e alegóricos.

Em seus primeiros anos em Amsterdão (1632-1636), Rembrandt passou a pintar cenas bíblicas e mitológicas dramáticas, em alto contraste e formato ampliado. Ele também começou a aceitar encomendas de retratos.

No final da década de 1630, Rembrandt produziu várias pinturas e gravuras de paisagens.

A partir de 1640 seu trabalho se tornou menos exuberante e mais sóbrio em tom, refletindo tragédias pessoais. As cenas bíblicas passaram a derivar-se mais do Novo Testamento do que do Velho Testamento. O tamanho das pinturas diminuiu novamente. A exceção foi a grandiosa Ronda Noturna, seu trabalho mais amplo.

Na década de 1650, o estilo de Rembrandt mudou novamente. Suas obras aumentaram em largura. As cores se tornaram mais ricas, e o pincel mais destacado. Com essas mudanças, Rembrandt distanciou-se de seus primeiros trabalhos e da moda da época, com inclinação cada vez maior para trabalhos mais finos e detalhados. Com o passar dos anos, os temas bíblicos continuaram a surgir, mas com ênfase agora em figuras retratadas com mais intimidade, ao invés de cenas grupais.

Em seus últimos anos, Rembrandt pintou seus auto-retratos mais profundamente reflexivos.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=go0feRWIz90[/youtube]